segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

O Retorno e Star Wars VII

Como vão Jedis! Bom, fiquei um bom tempo sem postar aqui no blog, mas agora eu estou voltando com um novo visual e novas postagens em breve..
Muita coisa aconteceu e como vocês já sabem, a Walt Disney Company comprou a Lucasfilm Ltd. por US$ 4,05 bilhões em ações e dinheiro e o próximo Star Wars (Episódio VII) deve sair em 2015.
Como eu já disse, em breve mais postagens!


Fonte: Star Wars Official

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

História da criação e realização do filme

George Lucas, o criador de Star Wars George Lucas era um dos diretores da nova geração do cinema americano nos anos 1970, juntamente com Francis Ford Coppola, Steven Spielberg, Martin Scorsese e Brian de Palma. Após o sucesso de Loucuras de Verão, Lucas conseguiu convencer a 20th Century Fox a financiar o filme, conseguindo uma verba de US$ 8 milhões de dólares americanos. Entretanto, antes disso, vários estúdios já tinham recusado o filme. Para impressionar os executivos da Fox, Lucas contratou Ralph McQuarrie, designer da Boeing e artista conceitual, para desenhar as cenas a partir do roteiro.
Lucas exigiu em seu contrato que as possíveis sequências do filme seriam realizadas por ele, além de ter garantido os direitos de merchandising sobre a obra. A Fox, não imaginando o sucesso do filme, concordou com Lucas, que também não esperava, naquele momento, que o filme se tornasse um divisor de águas da indústria cinematográfica americana. Durante a elaboração do roteiro de Star Wars, Han Solo chegou a ser um alienígena verde e Luke um general de 60 anos de idade. O sobrenome original de Luke, (nome obviamente escolhido devido ao nome do diretor) era Starkiller, alterado para Skywalker no roteiro final. Devido a grandiosidade do roteiro, Lucas dividiu a história em 6 partes, começando a partir da 4º parte, considerada mais viável economicamente e de maior apelo ao público.
Lucas opta por escolher um elenco desconhecido, desagradando o estúdio. Harrison Ford, então pouco conhecido, foi inicialmente chamado apenas para participar dos testes de elenco. Vários atores como Kurt Russell fizeram testes para o papel de Solo. Mark Hamill era conhecido por seu papel em uma série de televisão e Carrie Fisher, era filha de Debbie Reynolds e Eddie Fisher, artistas consagrados de Hollywood, mas também era desconhecida. Peter Mayhew foi escolhido para o papel de Chewbacca devido a sua altura (2,20 m). Kenny Baker, um comediante anão, faria R2-D2 e o artista mímico Anthony Daniels, seria C-3PO. David Prowse, com seus 2 metros e corpo atlético seria Darth Vader. Mas a voz de Vader ganharia a interpretação de James Earl Jones, ator reconhecido do teatro e que mais tarde trabalharia novamente com Harrison Ford em dois filmes da série "Jack Ryan", baseada nos livros de Tom Clancy: Jogos Patrióticos e "Perigo Real e Imediato", interpretando o almirante Jim Greer. Para viver Obi-Wan Kenobi, o famoso ator britânico e vencedor do Oscar por A Ponte do Rio Kwai, Alec Guinness fora chamado por Lucas para dar credibilidade ao filme.
O início das filmagens ocorre na Tunísia, em pleno deserto do Saara. Ao mesmo tempo, nos estúdios Elstree em Londres, os cenários gigantescos da Estrela da Morte e das naves, era construído. Nos Estados Unidos, a ILM (Industrial Light & Magic), empresa fundada por Lucas, começava a preparar os modelos, miniaturas e equipamentos para criar os efeitos especiais. Na Tunísia, logo no início das filmagens sob um calor de 40º, o cenário do filme do planeta Tattoine é destruído por uma tempestade. Problemas com R2-D2 são corriqueiros. O ator Anthony Daniels se machuca com a armadura de C-3PO antes das filmagens.
Após semanas na Tunísia, as filmagens passam para Londres. Lucas enfrenta diversos problemas como a interrupção das filmagens as 17:30h todos os dias devido as normas do sindicato inglês, as constantes brincadeiras dos atores durantes as filmagens, as discussões com a equipe técnica do estúdio inglês e a pressão do estúdio Fox pelo término das filmagens. Na Fox, apenas Alan Ladd Jr., executivo que contratara Lucas, ainda acreditava no sucesso de Star Wars. Nesse momento os técnicos ingleses chegavam a perguntar aos atores "que filme era aquele, com tantas babaquices e coisas sem sentido", segundo o documentário "Impérios dos Sonhos". Mal sabiam que estavam participando do filme que mudaria a história do cinema e que revolucionária a forma de se fazer filmes.
Após as filmagens em Londres, Lucas se concentra na produção dos efeitos do filme e na montagem. O primeiro corte de Star Wars foi um desastre, segundo Lucas, obrigando-o a demitir o editor e contratar uma nova equipe de edição. A ILM, nesse momento, só tinha produzido 4 tomadas para o filme, sendo que todas foram descartadas por Lucas. Com o prazo se esgotando, Lucas assume o controle da ILM. Para mostrar aos técnicos o que ele desejava em termos de ação e velocidade para as cenas de batalha espacial, recorreu a filmes de combates aéreos da Segunda Guerra Mundial. Para a trilha sonora, Lucas contrata John Williams, compositor já reconhecido por trabalhos como Jaws (Tubarão) de Steven Spielberg. A trilha é gravada pela Orquestra Sinfônica de Londres. Na primeira exibição do filme ainda não finalizado, a executivos da Fox, alguns chegaram a chorar e reconhecer que Star Wars modificaria história do cinema.
Com o atraso na produção do filme, a estréia programada para dezembro de 1976 fora adiada para 25 de maio de 1977. A princípio, em torno de apenas 40 cinemas aceitaram exibir o filme. Muitos críticos e executivos esperavam o fracasso do filme nas bilheterias e Lucas não imaginava o que estaria por vir. A campanha de marketing bem sucedida nos meses anteriores com a exibição de traillers, a venda de produtos e difusão do filme entre entusiastas de ficção científica e histórias em quadrinhos, alavancou o filme e filas imensas se formaram no dia de estréia. Nas primeiras semanas Star Wars já batia todos os recordes de bilheteria tornando-se um estrondoso sucesso de público e de crítica.
Star Wars fora indicado a diversos prêmios Oscar, inclusive o de "Melhor Filme", ganhando praticamente todos prêmios técnicos como efeitos sonoros, visuais, edição, de um total de 7 estatuetas. O sucesso de bilheteria pelo mundo todo garantiu a Lucas as condições financeiras para produzir a sequência de Star Wars, O Império Contra-Ataca e depois O Retorno de Jedi. Star Wars revolucionou o cinema e a forma de se fazer filmes. Surge aqui o conceito de blockbuster (filme arrasa-quarteirão) com grandes bilheterias e orçamentos. O público jovem era o novo alvo da indústria. As inúmeras técnicas criadas pela ILM revolucionaram a indústria de efeitos especiais no cinema, dando origem a outras divisões como Skywalker Sound, THX, Pixar, LucasArts entre outras.

George Lucas, com Star Wars, tornara-se o cineasta independente de maior sucesso do cinema. Lucas colocou praticamente todo dinheiro ganho com Star Wars na produção de O Império Contra-Ataca, não se rendendo ao poder dos estúdios. Na verdade, Lucas foi responsável por revitalizar a força daquilo que ele sempre combateu como cineasta independente. A partir de Star Wars e suas sequências, todo um universo de produtos foi desenvolvido, como história em quadrinhos, desenhos animados, brinquedos, roupas, etc. Star Wars se tornou uma febre mundial e mesmo após 30 anos de seu lançamento, em 2007, a franquia continua forte. O lançamento recente dos últimos 3 filmes da série alavancaram mais ainda o que já era um sucesso, conquistando uma nova geração de fãs

Star Wars em 3D!

Em setembro de 2010, a Lucasfilm confirmou que irá converter todos os seis filmes da saga Star Wars em 3D, segundo a produtora, todos os episódios serão relançados nos cinemas neste formato, começando por Star Wars Episódio I: A Ameaça Fastasma, cuja reestréia está marcada para 10 de fevereiro de 2012, nos Estados Unidos. Um porta-voz da produtora informou que a idéia é lançar os filmes amplamente e possivelmente na maior parte dos territórios ao mesmo tempo. A distribuição será novamente da Fox.

sábado, 16 de janeiro de 2010

O Escolhido

"Mal interpretada a profecia pode ter sido."
— Mestre Yoda

Foi mencionada na Saga de Star Wars a existência de uma lenda sobre uma pessoa que destruiria o Lado Negro, trazendo assim equilíbrio à Força. Enquanto os Jedi estavam em um Republic Gunship em Coruscant discutindo ao Conselho Jedi:

"Mestre Windu, Existe mesmo? Existe mesmo essa profecia sobre alguém que poderá destruir os Siths e trazer o equilíbrio à força?" -Obi-Wan Kenobi-

"É o que diz a Profecia..." -Mace Windu-

"Uma Profecia, Talvez, mal interpretada..." - Mestre Yoda-

Depois disso acreditaram que Anakin Skywalker pudesse ser o tal Escolhido. Porém,ele foi seduzido pelo Lado Sombrio da Força e, em vez de destruir os Siths, juntou-se aos mesmos e destruiu os Jedis. E os Troopers (Clones) se voltaram contra eles e exterminaram todos pela Gáláxia, com exceção de dois Jedis da Velha Ordem Jedi: Mestre Yoda e Obi-Wan Kenobi.

Entretanto, já que Anakin se voltou para o Lado Sombrio, quem é o Escolhido? A Resposta está em Padmé, nos filhos que ela concebeu com o mesmo: Luke Skywalker - Futuro Jedi,Fundador e Grande Mestre da Nova Ordem Jedi - e Léia Organa(Skywalker) - Política e Irmã de Luke Skywalker (Depois que lembrou-se de que o havia beijado em O Império Contra-Ataca.

Ao enfrentar Darth Vader, Luke, em desvantagem, foi torturado com Raios de Força por Darth Sidious. Ao vê-lo sofrer, Vader recuperou seus sentimentos por seu filho, agarrou Sidious (ainda soltando raios) e o arremessou na Câmara de Energia da Segunda Estrela da Morte , provocando sua explosão. Ambos conseguem escapar, porém Vader não sobrevive por pedir a Luke que retire sua máscara. Então, Anakin é, de fato, o Escolhido por ter destruído Darth Sidious e restabelecer desta forma o equilíbrio da Força.


Anakin Skywalker - original escolhido, Ex-Cavaleiro da Velha Ordem Jedi e ex-Lord Sith -

Luke Skywalker - Fundador, Mestre e Grande Mestre Da Nova Ordem Jedi -


Provavelmente, se Anakin não tivesse se convertido ao Lado Sombrio, ele destruiria os Siths, mas teria um futuro não visível. Ainda mais, se Obi-Wan Kenobi o tivesse lembrado de Qui-Gon Jinn (Mestre da Velha Ordem Jedi, Ex-mestre de Obi-Wan e ex-padawan de Conde Dookan, morto por um Lord Sith, Darth Maul), enquanto eles estavam lutando em Mustafar, Anakin, provavelmente se arrependeria de seus atos, e junto com Obi-Wan armaria uma estratégia pra entrar na Nave de Sidious e matá-lo. Porém, as consequências deste episódio decretaram o fim da Velha Ordem Jedi.

sábado, 14 de novembro de 2009

A Ordem 66


História:
Em ABY, a Ordem 66 foi decretada por Darth Sidious mais para o fim das Guerras Clone. A razão oficial dada para esta execução foi uma suposta "rebelião Jedi" contra a República; mas na realidade, era a culminação de uma cadeia de evendos orquestrada por Palpatine por um período de décadas, todas desenhadas para trazer a Ordem Jedi à um fim.

Após a destruição de General Grievous nas mãos de Obi-Wan Kenobi, Mestres Jedi Mace Windu, Kit Fisto, Agen Kolar, e Saesee Tiin adentraram o escritório de Palpatine, com a intenção de prendê-lo, sendo ele o Lorde Sith que estavam procurando. Kolar e Tiin foram rapidamente mortos por Sidious, mas Windu e Fisto conseguiram o segurá-lo por um tempo maior. Fisto não conseguiu resistir aos ataques do Lorde Sith, e morreu. Mace Windu conseguiu repelí-lo e eventuarmente desarmá-lo. Skywalker então chegou para achar o Chanceler Supremo, que parecia estar derrotado. Quando se tornou evidente que Windu iria matar o homem mais velho, Skywalker interviu, que deu a oportunidade para o Lorde Sith destruir o Mestre Jedi. As ações do Jedi providenciaram a desculpa que o Chanceler precisava para ter a Ordem realizada.

Palpatine avisou avisou todos dos comandantes clones do exército por seu escritório. Os comandantes tiveram uma variedade de reações perante a Ordem, mas desde que veio do Chanceler em pessoa, praticamente todos cumpriram. Em mais de 200 planetas, os Jedi foram mortos por suas tropas. Os Jedi, que estavam espalhados pela Galáxia em campos de batalhas distantes, foram quase todos pegos de surpresa, e foram mortos facilmente. Tres anos de guerrilha poluíram a Força com o lado negro, fazendo com que a percepção Jedi ficasse nebulosa. Enquanto os clones não tinham malícia ou ódio, por meramente seguir a ordem legal, eles não tinham nenhum desejo de fazer mal em seus corações que poderia mandar um aviso para os Jedi pela Força.

Embora fosse impossível para Palpatine ter contatar todos os comandantes individualmente, ele tomou o tempo de contatá-los pessoalmente antes de a Ordem ser lançada para o exército como um todo. Nos primeiros minutos da Ordem, vários membros do Conselho Jedi haviam sido mortos; incluindo Plo Koon em Cato Neimoidia nas mão do Capitão Jag, Stass Allie em Saleucami nas mãos do Comandante Neyo, e Ki-Adi-Mundi em Mygeeto nas mãos do Comandante Bacara. Em Utapau, Obi-Wan Kenobi estava montado no varáctil Boga quando Comandante Cody executou a ordem, mas Kenobi conseguiu sobreviver e escapar do planeta. Ele em breve se reuniu com o Grande Mestre Jedi Yoda, quem também conseguiu escapar do perigo em Kashyyyk.

Como notado, nem todos os clone troopers obedeceram a Ordem. Em Murkhana, Roan Shryne e Olee Starstone foram salvos da Ordem 66 por um membro de uma unidade de clones comando chamado Climber, que inicialmente questionou a validade de Ordem, e mesmo com a confirmação, se recusou a ficar ao lado do governo ao invés de ficar ao lado de quem eles lutaram juntos. Esta é a única evidência de um soldado desobedeçendo a ordem; até outros clones comando e ARC troopers obedeceram.


As ruínas com fumaça do Templo Jedi seguido do ataque por Darth Vader e a 501ª Legião.Em Coruscant, a Resposta de Emergência do Senado aninciou estado de corte marcial sobre Coruscant, e declarou o Templo Jedi sob fechamento militar. A Ordem 66 autorizou e a 501ª Legião atacar o Templo Jedi, onde eles mataram todo mundo dentro—Mestres, Padawans, e até younglings. Ninguém dentro do prédio foi deixado vivo, mas de alguma forma Shaak Ti escapou.

Ainda que a Ordem 66 dizimou os postos da Ordem Jedi, com uma estimativa de menos de 100 Jedi sobrevivendo, foi apenas o começo do Grande Purgo Jedi, que se alargou por anos. A maioria dos Cavaleiros Jedi sobreviventes foram caçados e assassinados por Darth Vader, enquanto a Ordem 66 continuou em efeito indefinitivamente no tempos dos stormtroopers do Império Galáctico. Kenobi e Yoda, como muitos outros, escolheu entrar em exílio—em Tatooine e Dagobah, respectivamente. Lá eles conseguiram enganar a justiça Imperial por muitos anos; uma façanha que muitos outros não conseguiram. Em duas décadas, a Ordem Sith se ascendeu completamente das sombras, controlando a galáxia por uma rede de privilégios executivos, incluindo organizações como a Inteligência Imperial, a Agência de Segurança Imperial, e a COMPNOR, sem falar de um sistema de poderosos governadores regionais, todos fiéis a Palpatine.


Vítimas:

Todos os Jedi [...] são agora um inimigo da República."
— Palpatine

Stass Allie
Sors Bandeam
Nem Bees
Bene
Olana Chion
Cin Drallig
Zett Jukassa
Jurokk
Serra Keto
Plo Koon
Saras Loorne
Whie Malreaux
Ki-Adi-Mundi
Jocasta Nu
Barriss Offee
Aayla Secura
Sev
Simms
Tra'avis
Luminara Unduli

Sobreviventes:

Foi dito que menos que cem Jedi—aproximadamente um porcento da Ordem inteira—sobreviveu a Ordem 66. Muitos destes Jedi foram mortos durante o Grande Purgo Jedi durante os próximos anos.

Klossi Anno
Koffi Arana
Beldorian
Ood Bnar
Niebur Boton
Empatojayos Brand
Bol Chatak
Tsui Choi
Roblio Darté
Ekria
Jastus Farr
Siadem Forte
Geith
A'Sharad Hett
Kai Hudorra
Ikrit
Ylenic It'kla
Darrus Jeht
Jeisel
Dass Jennir
Jerec
Kai Justiss
Obi-Wan Kenobi
Ydra Kilwallen
Iwo Kulka
An'ya Kuro
Drake Lo'gaan
Ma'kis'shaalas
Callista Ming
Dama Montalvo
Garen Muln
Noirah Na
Deran Nalual
Ferus Olin
Shadday Potkin
Qu Rahn
Tyneir Renz
T'ra Saa
Echuu Shen-Jon
Roan Shryne
Ranik Solusar
Olee Starstone
Bultar Swan
Tholme
Halagad Ventor
Vergere
Vima-Da-Boda
Quinlan Vos
Sia-Lan Wezz
Yoda
Zao
Zonder
Rahn Kota
Shaak Ti
Kazdan Paratus
Kento Marek
Maris Brood
K'Kruhk

PEA (Perdidos em Ação):

Aqui estão alguns Jedi que não se sabe seu destino certo após a Ordem 66. Entre eles estão:

Depa Billaba (entrou em coma desde a Batalha de Haruun Kal)
Joclad Danva
Bardan Jusik
Coleman Kcaj
Sha Koon
Joc Sah
Etain Tur-Mukan
Even Piell
K'Kruhk


E assim foi a Ordem 66...

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Poderes Jedi

"A Força pode ter grande influência nos fracos de mente"
— Obi-Wan Kenobi

Os Jedi poderiam aprender vários tipos de poderes ao estudar sobre a Força, desde conseguir ler pensamentos até localizar um ser em outro planeta. A facilidade em aprender cada habilidade variava, mas em geral esses eram os mais comuns:

Telecinese: Permitia ao Jedi manipular os objetos à sua volta, desde apenas levitar objetos como também inflingir danos à estruturas, ou até mesmo para ser usado em batalha, afastando inimigos e lançando-os longe.

Pressentir os perigos: Um Jedi poderia pressentir o perigo através de sua união simbiôntica com a Força.

Telepatia
Persuasão: Um Jedi poderia manipular a mente daqueles que fossem fracos com ela. Algumas raças são imunes aos poderes de manipulação Jedi, mas no geral, indivíduos de diversas raças poderiam ser afetados.

Pulo da Força: O Jedi poderia usar a Força para incrementar seu alcance no pulo em patamares sobre-humanos.

Vislumbrar o futuro: Através da Força, um Jedi poderia vislumbrar imagens e premonições sobre o futuro.

Ver o futuro muitas vezes era tido como uma manifestação da Força nos indivíduos que existem nela, apesar de que ver o futuro podia ser praticado pelos indivíduos que possuíssem a Força latente ou desenvolvida em si. Cauteloso deveria ser um Jedi quando este pressente o futuro.

As classes Jedi


Jedi Guardião: Usuários da Força treinados na tradição Jedi, os Guardiões combinavam treinamento físico e habilidades da Força. Se concentravam em técnicas de batalha, defesa, treinamento com o sabre e atividades físicas. Se os Consulares são os embaixadores, os Guardiões são os defensores, protegendo a República de todos os perigos,alem de serem mestres com o sabre de luz. A cor oficial do sabre de luz é azul.


Jedi Consular (Jedi Cônsul): Usam a Força para o conhecimento e a negociação, buscando as soluções mais pacíficas para cada problema; é o caso de Qui-Gon Jinn. Se concentram mais na diplomacia, na busca por sabedoria e no lado espiritual da Força do que em atividades com maior exigência física. Sempre buscam métodos para entender melhor a natureza da Força e sua conexão com ela. Mentores e mestres esperam instruir os outros e assim passar seus conhecimentos. Negociadores e mediadores são hábeis em resolver ou fechar compromissos. Os Cônsules se empenham em serem versáteis e capazes de manejar diversas situações sem buscar as armas, uma das classes como Mestre Yoda. A cor oficial do sabre de luz era verde.


Jedi Sentinela: Cumprindo o papel de investigadores e espiões, os Sentinelas são a principal fonte de informação do Conselho Jedi. Igualmente adeptos do combate, persuasão e ocultação, o Sentinela é o preferido para adentrar locais dominados pela escuridão e se o que ele vê realmente o afeta, não se pode saber. A cor oficial do sabre de luz é amarelo e roxo.

A estrutura da Ordem Jedi

A Ordem Jedi é uma ordem hierárquica, as classificações estão abaixo.

Youngling ou Iniciante Jedi: Youngling são crianças sensíveis à Força que estão nos primeiros estágios do treinamento Jedi. Em uma idade muito nova, eles são removidos de seus lares e designados para um Clã para seu treinamento.

Padawan: Padawans são os aprendizes Jedi, sendo treinados por um Mestre Jedi até serem graduados Cavaleiros Jedi. Um Mestre Jedi pode treinar apenas um Padawan por vez, nunca mais que isso, apesar de haver exceções.

Cavaleiro Jedi: Após um Padawan ser graduado, ele se torna um Cavaleiro Jedi. Cavaleiros Jedi são os mais abundantes da Ordem, levando a paz para vários cantos da galáxia.

Mestre Jedi: Quando um Jedi se torna Mestre, ele pode iniciar o treinamento de um Padawan. Se o Conselho Jedi perceber que um Mestre Jedi se tornou sábio e poderoso, ele pode ser convidado a se tornar um Mestre Conselheiro.

Mestre Jedi Conselheiro(Consul): A estes normalmente são denominados titulos, são os que têm autoridade máxima na ordem.

Grande Mestre Jedi: O título dado para o líder da Ordem inteira. Yoda teve este título nos últimos anos da República, e, após o renascimento dos Jedi, Luke Skywalker obteve tal título, até a Guerra dos Yuuzhan Vong .

Interpretando o código Jedi

No seu nível mais básico, o Código é uma série de princípios explicando quais virtudes deve se
valorizar e quais defeitos deve se evitar. Os instrutores Jedi pedem a seus aprendizes que sempre mantenham em mente essas palavras.

A primeira regra a se considerar: “Não há emoção; há paz”. É claramente um contraste, distinguir as confusas considerações emocionais do pensamento claro da pacífica meditação, obviamente, uma qualidade valiosa.

Mas se a paz é baseada em simplesmente estar desatento a algum fator que poderia causar alguma reação emocional num Jedi, então isso não é paz, e sim ignorância. É por isso que o Código possui a segunda regra: “Não há ignorância, há conhecimento”.

Isso ensina o Jedi a tentar entender todas as situações – particularmente antes de agir – para evitar erros de julgamento. Mas conhecer uma coisa bem pode levar a outra complicação. Uma concentração obsessiva pode levar ao radicalismo (nublar a mente). Assim, vem a terceira regra: “Não há paixão, há serenidade”. Conhecer uma coisa objetivamente é conhecer como a Força a conhece.

Ainda sim, estudantes discutem que a única verdadeira objetividade é a não-existência – a morte. É por isso que existe a quarta regra: “Não há morte, há a Força”. A Força conhece todas as coisas objetivamente; é serena e não é abalada por emoções.
Assim, o Código Jedi ensina que antes de tomar qualquer ação, o Jedi deve considerar a vontade da Força. Se um Jedi for capaz de agir sem emoção, sábia e serenamente, então ele está agindo de acordo com a vontade da Força.

Os Jedi mais importantes da história

Antigos Jedi

Arca Jeth
Ashka Boda
Bodo Baas
Chamma
Dominus
Exar Kun
Freedon Nadd
Garnoo
Gra'aton
Ikrit
Jaled Dur
Jassa Mroon
Memit Nadill
Odan Urr
Ood Bnar
Ooroo
Shatoyo
Sidonra Diath
Ulic Qel-Droma
Master Thon
Vodo-Siosk Baas

Jedi da Velha República

Atris
Annon Donnora
Bastila Shan
Cay Qel-Droma
Dorak
Duron Qel-Droma
Feln
James Nonride
Jedi Exile
Jolee Bindo
Juhani
Kavar
Krynda Draay
Lonna Vash
Lucien Draay
Malak
Nomi Sunrider
Q'Anilia
Raana Tey
Revan
Sharad Hett
Vandar Tokare
Tott Doneeta
Vrook
Xamar
Zayne Carrick
Zez-Kai Ell
Zhar

Jedi da Velha República²

Aayla Secura
Adi Gallia
Agen Kolar
A'Sharad Hett
Anakin Skywalker
Barriss Offee
B'dard Tone
Bultar Swan
Claive
Cin Drallig
Coleman Trebor
Codi Ty
Daakman Barrek
The Dark Woman
Depa Billaba
Dooku
Dylki Maloc
Echuu Shen-Jon
Eeth Koth
Empatojayos Brand
Even Piell
Flint Torul
Foul Moudama
Flynn Kybo
Gal
Issaquah Davinta
Jeisel
Jocasta Nu
Joclad Danva
Judrelle
Ki-Adi-Mundi
Kieran Halcyon
Kit Fisto
K'Kruhk
Lumas Etima
Luminara Unduli
Mace Windu
Maris Brood
Nadahr Vebb
Obi-Wan Kenobi
Oppo Rancisis
Pablo-Jill
Plo Koon
Puroth
Quarmall
Qui-Gon Jinn
Quinlan Vos
Roron Corobb
Rahn Kota
Roth-Del Masona
Ruati
Saesee Tiin
Sha Koon
Sha'a Gi
Shaak Ti
Serra Keto
Sifo-Dyas
Siri Tachi
Sora Bulq
Soon Baytes
Stass Allie
Tan Yuster
Tarados Gon
Tarr Seirr
T'chooka D'oon
Tyvokka
Vergere
Voolvif Monn
Zett Jukassa
Zule Xiss
Yaddle
Yarael Poof
Yoda

A Nova Ordem Jedi

Alema Rar
Anakin Solo
Callista
Cilghal
Corran Horn
Daeshara'cor
Dorsk 81
Dorsk 82
Ganner Rhysode
Gantoris
Jacen Solo
Jaden Korr
Jaina Solo
Kam Solusar
Kira Argen
Kirana Ti
K'Kruhk
Kyle Katarn
Kyp Durron
Leia Organa Solo
Lowbacca
Luke Skywalker
Mara Jade Skywalker
Miko Reglia
Nairb Oicruc
Raynar Thul
Ringo Orlan
Rosh Penin
Saba Sebatyne
Streen
Tahiri Veila
Tekli
Tenel Ka
Tesar Sebatyne
Tionne
Wurth Skidder
Zekk

O Código Jedi



Não há emoção, há paz.
Não há ignorância, há conhecimento.
Não há paixão, há serenidade.
Não há morte, há a Força.

O Conselho Jedi.
A filosofia conhecida como o Código Jedi foi criada para manter alertas os jovens estudantes sobre o lado sombrio. Foi ensinado pelo Conselho Jedi a centenas de milhares de Jedi através dos tempos; Obi-Wan Kenobi e Mestre Yoda ensinaram partes dela a Luke Skywalker; Luke transmitiu o que aprendeu aos seus estudantes da Academia Jedi.


No seu íntimo, o Código Jedi dá simples instruções para os seres em contato com a Força. Um Jedi nunca usa a Força para lucro ou ganho pessoal. Ao invés, um Jedi usa a Força para conhecimento e iluminação. Raiva, medo, agressão e outros sentimentos negativos levam ao lado sombrio, por isso os Jedi são ensinados a agir apenas quando estiverem em paz com a Força.
Os Jedi são encorajados a encontrar soluções não violentas sempre que possível. Eles devem agir com sabedoria, usando persuasão e conselhos ao invés dos poderes da Força ou violência. Quando tudo isso falhar, ou para salvar uma vida, um Jedi deve recorrer à luta para resolver alguma situação particularmente perigosa. Embora o combate, algumas vezes, seja a melhor escolha, ele nunca deve ser a primeira opção a ser explorada.


Por causa da sua conexão com a Força, os Jedi sentem o seu fluxo e usam sua energia. Ao fazer isso, algumas vezes, eles percebem distúrbios na Força. Essas perturbações podem ser explicadas pela presença de alguém poderoso na Força nas redondezas, ou emoções intensas que refletem na Força, como no caso do planeta Alderaan quando foi extinto pela Estrela da Morte ou quando Yoda sente a morte de outros Jedi no episodio III e deixa cair sua bengala. Existem momentos em que tais perturbações resultam em sensações de urgência ou premonição que impelem o Jedi a um lugar ou situação na qual ele é necessário.

A Ordem Jedi


Por séculos, o grupo de filósofos que, eventualmente, se tornariam os Jedi, contemplava os mistérios do campo de energia chamado Força. Com o passar do tempo, alguns dos membros do grupo dominaram a Força. Depois disso, eles dedicavam-se a usar suas recém-descobertas habilidades e poderes para o bem, ajudando aqueles que precisavam. Nos milhares de anos que se seguiram, os Jedi serviriam como protetores da República Galáctica. Respondendo ao seu próprio conselho Jedi e operando de acordo com a concordância do departamento judicial do escritório do Supremo Chanceler, os Jedi se tornaram os guardiões da paz e da justiça na galáxia.
Os Jedi, além de combaterem criminosos espalhados pela galáxia e apaziguarem disputas galácticas, serviam como mediadores, defensores e mentores. Por causa do seu senso de honra e desafios épicos eles entenderam que se tornariam lendas, servindo como símbolos do que de melhor a República tinha por oferecer. Com sabres de luz em mãos e o poder da Força fluindo através deles, os Jedi cumpriam suas obrigações com louvor e dedicação, quase invencíveis. Mas a invencibilidade era apenas uma ilusão. Os Jedi frequentemente morriam na defesa da liberdade e da justiça.


Durante a Era da Ascensão do Império, cerca de dez mil Jedi serviam à República e defendiam o seu vasto território. Eles identificavam recrutas potenciais ainda na infância, geralmente durante os primeiros seis meses de existência da criança. As crianças que eram ligadas à Força e aceitas pelo Conselho Jedi eram iniciadas em seus treinamentos. Crianças mais velhas, se identificadas mais tarde como sensíveis a Força, era recusadas na maioria dos casos; os Jedi acreditavam que a raiva e o medo nas crianças mais velhas às faziam suscetíveis ao lado sombrio, não sendo, portanto, sábio treiná-las.


Durante a Era da Rebelião, o expurgo dos Jedi foi completado. Todos os sensitivos à Força foram exterminados ou corrompidos pelo lado sombrio, e colocados a serviço do Imperador. Sensitivos à Força, como Luke Skywalker e Léia Organa, foram separados e escondidos da sua linhagem. Usuários da Força mais poderosos, como Obi-Wan Kenobi e o Mestre Yoda, desapareceram propositalmente e permaneceram ocultos.


Na Era da Nova Ordem Jedi, Luke Skywalker treinou cerca de cem Jedi e talvez tenha identificado cerca de uma dúzia deles a começar seu treinamento. Proeminentes usuários da Força como Mara Jade Skywalker e Corran Horn ajudaram Skywalker a treinar e coordenar os esforços desse Jedi, enquanto novos estudantes como as crianças de Solo e Ganner Rhysode mostravam-se uma grande promessa para o futuro.

A Força

A Força é um campo de energia gerado por todas as coisas vivas, ela cerca e penetra tudo, unindo a galáxia. Existem dois lados da Força: paz, serenidade e conhecimento formam o lado claro enquanto o lado sombrio é consistido pela agressão, raiva e medo. O universo é um lugar de equilíbrio: vida e morte, criação e destruição, amor e ódio. Assim sendo, ambos os lados da Força fazem parte da ordem natural.

Existem alguns seres que são ligados à Força. Mesmo que eles não possam entendê-la, a Força flui dentro deles. Aqueles sensíveis à Força são capazes de aprender a manipular sua energia. Os Jedi se enquadram nessa categoria, usando seu conhecimento para obter poderes através da Força. Mas eles não são os únicos a fazê-lo. Os Sith, as Irmãs Noturnas de Dathomir, e outros abraçam o lado sombrio da Força, enquanto uma variedade de culturas alienígenas, como os shamãs Ewoks e os Padres Ithrian, invocam os poderes do lado da luz por vários nomes. O entendimento da Força se manifesta de muitas maneiras.

Cores de sabres

As cores dos Sabres de Luz são originadas nas respectivas cores dos cristais neles contidos. Esses cristais são comumente encontrados na Caverna de Cristal no planeta Ilum.

Como os Sith não tinham acesso ou permissão para entrar na Caverna de Cristal, seus Sabres de Luz eram da cor vermelha, pois o Cristal nele contido era sintético, vermelho.

- Cônsul Jedi (Jedi Consular): Sabre cor verde, este Jedi procura trazer equilíbrio ao universo. Ele se concentra menos no combate físico e mais nas disciplinas mentais para ampliar seu domínio na Força

- Guardião Jedi (Jedi Guardian): Sabre cor azul, este Jedi luta contra as forças do mal e o lado negro. Ele se concentra no treinamento de combate e no domínio do uso do sabre de luz.

- Sentinela Jedi (Jedi Sentinel): Sabre cor amarela, este Jedi desmascara trapaças e injustiças, trazendo-as para a luz. Ele encontra um equilíbrio entre as disciplinas mentais e físicas da Ordem Jedi.

- Usuários do Lado Negro: Usam, em geral, sabres de cor vermelha. Essa cor, porém, é também usada por alguns (raros) Jedi. Na era antiga (4.000 anos antes do Império de Sidious), os Sith também usavam a cor púrpura, embora não com a mesma freqüência dos sabres vermelhos.

Tecnicas de Luta

Oi pessoal,hoje vou falar sobre as formas de combate nos filmes de toda a saga de Star Wars.

São sete as mais importantes e usadas formas de combate:

1- Shii-cho: Esta também é conhecida como "Way of the Sarlacc". É a primeira forma criada e foi muito usada pelos primeiros jedis. Por ser uma sucessão bem clara de golpes, no nosso tempo (universo dos filmes) ela é empregada basicamente para instruir Younglings que a utilizam em suas aulas com os Remotes Jedi Treinning (Esfera utilizada por Luke para treinar abordo da Millenium Falcon)
Yoda é o maior Mestre Jedi nesta forma de luta, muito embora ele domine todas as setes principais e muito use a forma Ataru para compensar a sua baixa estatura. Se vocês prestarem bem atenção na luta entre Yoda e Count Dooku em Geonosis vão ver bem esta forma ser aplicada: os movimentos de Yoda fluem entre um ataque e outro ou entre um ataque e uma defesa. Esta leveza de movimentos é a principal característica desta forma de luta. Yoda criou um estilo pessoal ao incorporar nesta forma 3 movimentos que representam os 3 possíveis axes de rotação em um tridimensional espaço. Ele usa isto muito junto com a Força que o faz dar aqueles imensos saltos.
Outro que usa muito esta forma de luta é o Mestre Jedi Kit Fisto.

2- Makashi: Também conhecida como "Way of the Ysalamiri" é uma forma de luta poderosa, elegante e que precisa de um jedi que tenha movimentos muito precisos. Esta forma é usada quando um está em desvantagem uma vez que aquele que a usa o faz de maneira a poupar suas energias e exaurir as energias do oponente. É uma luta violenta onde as lâminas dos Sabres estão sempre se tocando ou cruzando. É uma luta de espadachins!
Esta é uma forma que teve em Count Dooku um dos seus maiores mestres. Reparem que ele movimenta todo o corpo de maneira fuída e tem um grande jogo de pés e que ele sempre se mantém a uma distância segura do oponente. Quem usa esta forma de luta tem que manter um controle absoluto na Força para prever o movimento do oponente.
Durante e República esta forma quase não é usada ou ensinada pois temos muito pouco combate lightsaber contra lightsaber. A Ordem Jedi então, ensinava preferencialmente a forma Niman e Ataru.
Esta forma teve também como um dos seus grandes mestre, o Lorde Sith Exar Kun.
Durante as Guerras Clonicas, onde novamente se viram lutas no estilo das nossas lutas de espada, os padawans e jedis não estavam preparados para estas lutas corpo a corpo e esta foi uma das causas de perderem sempre. Esta é uma forma elegante, precisa, confidente e até arrogante pois aquele que a usa aparenta, ao oponente, um aspecto relaxado e descontraído enquanto ele dança a sua dança mortal.

3- Soresu: Também conhecida como "Myonock", foi desenvolvida para defender-se da tecnologia dos blasters. É uma forma de combate que utiliza movimentos muito próximos do corpo com a intenção de atingir total proteção com pouco dispêndio de energia. Ela é inclusive usada para se defender de múltiplos oponentes vindos de multiplas direções.
Esta maneira de combate também pode ser descrita como uma "forma passiva de combate" uma vez que quem a usa deve ser paciente para esperar uma falha na defesa do oponente e então atacar.
Obi-Wan Kenobi foi um mestre nesta arte. Foi lutando Soresu que vemos ele e o General Grievous em Utapau (SW III). Outros jedis que são mestres nesta forma de combate: Luminara Unduli e Barris Offee.
Soresu é considerado a verdadeira forma de combate jedi pois é a forma mais passiva de defesa e a confirmação que jedis devem se defender e não atacar.
A desvantagem desta forma de combate é o jedi que a usa deve manter um perfeito controle da Força e que as vitórias obtidas são mais demoradas do que usando outras técnica. Uma vantagem para os verdadeiros mestres neste tipo de combate é poder defletir o blaster no ângulo exato que o permite voltar para o seu dono, encerrando assim o combate.

4- Ataru: Também conhecida como "Hawk-Bat" e é a mais popular forma de combate entre os jedis.
Yoda, Quin-Gon Jinn, Quinlan Vos, Aayala Secura e Shaak Ti são considerados mestres nesta forma de combate.
Ataru é uma forma agressiva de combate baseada em uma combinação de poder (na Força), velocidade e leveza. Darth Sidious também usou esta técnica quando lutou com Yoda (Filme III).
Praticantes desta forma estão quase sempre na ofensiva, atacando com veloz e poderosos floreios do sabre. Mas ao permitir que a Força flua pelo seu corpo e permita que deem grandes saltos e incríveis acrobacias, permite também que que a energia se gaste rapidamente, debilitando quem a usa se seu uso for prolongado.
Esta forma de combate foi a usada na luta entre Darth Maul e Quin-Gon Jinn e a idade fez nosso amado jedi pagar o preço do seu uso prolongado.
Lembrem de Darth Sidius e Yoda usando esta forma de combate, quando se enfrentaram no filme III... Estes dois mestres nesta arte bem mostram a nós, o poder desta forma de combate onde quem ataca pode lançar ataques mortais em incrível velocidade de diferentes posições, nunca estando na mesma posição que permita seu oponente atacar com precisão.

5- Shien / Djem So: Também conhecida como "Way of the Krayt Dragon" e ela surge como um complemento da forma III de combate. Como a forma III é muito defensiva e prolongada surge esta forma que combina as defensivas formas do Soresu com a forma ofensiva do Makashi (Forma II).
Os Mestres nesta forma foram: Anakin Skywalker, mesmo depois de se tornar Darth Vader, Luke Skywalker, Plo Koon e Count Dooku.
Esta forma permite usar os movimentos defensivos da forma III e transformá-los rapidamente em ofensivos, confundindo o oponente. Esta forma dá ênfase a força e poder sobre o seu oponente e por isto muitos jedis desaprovam o seu uso que encaminha mais a luta e menos a diplomacia.
Os que se utilizam desta técnica normalmente usam ambas as mão e graciosos e perigosos floreios sobre os ombros e sobre suas próprias cabeças. Floreios estes, quase sempre muito perigosos para seus oponentes.
Vimos esta forma de luta quando Darth Vader lutou com Luke Skywalker em Bespin, Darth Vader lutando com Obi-Wan Kanobi (SW IV), Anakin Skywalker lutando com Darth Tyranus na nave "Invisible Hand" (Segunda luta SW III).
A filosofia do Djem So não somente enfatiza poder e força na luta contra inimigos mas também, pela sua constante ação ofensiva é a forma de luta preferida por aqueles que desejam um resultado rápido e favorável e preferem "agressive negociations"

6- Niman: Também conhecida como "The Way of the Rancor" ela é a mais popular maneira de combate entre o período do Purgo Jedi e Guerras Clonicas. É conhecida como a maneira de lutar dos diplomatas e a maioria dos mestres que lutaram em Geonosis morreram por usar apenas este estilo de luta que tinha em Coleman Trebor um de seus expoentes.
Esta técnica é uma mistura das anteriores mas apenas exige que os que a usam conhecem os diferentes estilos de forma moderada. Quem escolhe este estilo não gosta de passar horas e horas treinando, prefere gastar seu tempo extra na área política.
Era a forma de combate que Leia Organa Solo usava.

7- Juyo / Vaapad: Também conhecida como "The Way of the Vornskr". Esta forma de lutar ficou por milênios incompleta e foi raramente usada, quer por Jedis, quer por Siths.
Esta forma foi terminada e atingiu seu ponto máximo com Mace Windu que a ensinou a sua então padawan Depa Billaba. Mace Windi também ensinou e aperfeiçou sua técnica em Vaapad com outro jedi Sora Blug, que por sua vez ensinou ao seu padawan Quinlan Voz.
Esta forma de luta usa técnicas avançadas de habilidades em luta de Sabre com avançado e competente uso da Força. Quem a usa fica muito próximo do Lado Negro pois deve empregar as suas mais profundas emoções em conjunto com o poder da Força.
Lembrem da luta entre Mace Windu e Darth Sidious... Mace luta com seus braços sempre muito abertos, separados, seu tronco parece desprotegido e sua movimentação de pernas não é tão veloz. Aparentemente ele parece até meio displicente, mas Mace sabe exatamente o que está fazendo. Esta maneira imprevisível de lutar confunde o adversário. Reparem na face de Mace Windu enquanto ele luta. Somente o forte controle dele a esta forma de luta o impede de matar Darth Sidious, de sucumbir ao Lado Negro
Foi o que aconteceu a Depa Billaba, foi o que aconteceu com Quinlan Vos.
Outra característica deste estilo tão especial e que só teve três jedis que a dominaram é que ela é um círculo perfeito... onde o que a usa é um ponto e o oponente é o outro... quem a usa tira a força do oponente e reflete esta mesma forma de volta. Assim quem a usa fica cada vez mais forte e o opomente cada vez mais enfraquecido. Esta é a causa do rapido envelhecimento de Darth Sidious. A medida que ele usava seu poder sob a forma de raios, Mace Windu refletia este poder e devolvia. Não há como ganhar a luta! O vencedor será sempre quem usa esta forma de combate.
Vaapad é mais que outra forma de luta, é uma maneira de pensar, um agir sob absoluto controle, uma forma introspectiva de ação e uma entrega total à FORÇA.

Mas existem outras formas de combate usadas tanto por Jedis como por Siths. São elas:

1- Sokan: Foi desenvolvida no tempo do antigos jedis e da Grande Guerra Sith. É uma forma bastante ofensiva de combate e que alem de exigir um completo domínio da Força ainda exige que aquele que a usa tenha capacidades telecinéticas.
O Sabre é apontado para partes vitais do oponentecom no intúito de acabar rapidamente com a luta. Esta técnica também exige um grande espaço para o duelo.
Temos um exemplo deste tipo de luta, na luta final entre Anakin e Obi-Wan em Mustafar (filmeIII), no momento em que eles caem por cima da lava. Ambos reconheceram a forma de luta e ambos sabiam que ela seria mortal. Daí o porquê de Obi-Wan avisar para Anakin "I have the high ground" A luta seria alí acabada, pois e Obi-Wan estava em absoluta vantagem.

2- Niman ou Jar'Kai: Esta é a forma de lutar com dois lightsabers ao mesmo tempo. Esta forma é muito antiga e teve como seu principal Mestre, Boc um Sith, e o Lorde Negro Komari Vosa mas também vemos a "Conhecedora da Força" Asajj Ventress e a Caçadora de Prémios Aurra Sing como grandes conhecedoras desta técnica.
Mais tarde Anakin Skywalker, plenamente, usa esta técnica na sua segunda luta com Darth Tyranus.
Lembrem que uma das lâminas é usada para atacar e a outra é usada de forma defensiva. Se repararem bem no filme III, Anakin começa usando a lâmina do saber direito como ofensiva e depois no meio da luta passa a usar a lâmina esquerda... o que causa confusão e a perda da luta por Darth Tyranus.

3- Zero

4- Dun Möch: É uma forma de combate aliada a luta com lightsabers, pode ser usando a FORÇA ou simplesmente a palavra... qualquer coisa que sirva para tirar a concentração do oponente.
Vimos isto muitas vezes... Darth Vader usou contra Luke Skywalker na sua luta em Bespin - Cloud City - usou então, tanto a palavra como a força para atirar objetos. Darth Tyranus usou contra Yoda em Geonosis - obrigando Yoda a deixá-lo fugir enquanto salvava Obi-Wan e Anakin. Mas, a mais poderosa e impressionante delas, foi usada por Darth Sidious contra Yoda enquanto eles lutavam no senado - Darth Sidious atirando os pesados "pods" de Delegações sobre Yoda.
Outra forma é lançar o lightsaber ativado, no oponente. Quando isto é normalmente usado, o jedi ou sith, utiliza a FORÇA para fazer com que o lightsaber volte para as suas mãos como um bumerangue.
Esta é uma forma muito usada nos jogos Jedi Knights e Knights of the old Republic.
Yoda usa no filme III, contra um clone trooper quando ele tenta impedí-lo de entrar no Templo Jedi.

5- Saber Throw

6- Tràtaka: É uma forma muito especial de luta e usada somente por poucos jedis ou siths, pois quem a usa deve ter um controle total e absoluto da FORÇA.
Consiste em manter o lightsaber desligado e só ativá-lo em cima do oponente, fazendo com que a lâmina transpasse o oponente, matando-o instantaneamente. É considerada uma das formas mais Negras de combate pois pega o inimigo de surpresa.
O jedi Corran Horn usou esta técnica contra os Yuuzhan Vong

7- Flowing Water Cut: É uma técnica que supõem embate de lâmina contra lâmina, como se fora uma luta entre espadachins. Do lutador se espera flexibilidade e elegância e sempre que um movimenta a lâmina o outro segue o movimento, no sentido contrário e em ataque. O nome vem daí: como se fosse a água se expandindo em um recipiente vazio.

Os Mestres nesta técnica eram: o Jedi Negro Sariss e o Jedi Kyle Katarn.
Ainda existem três tipos de estilos, empregados principalmente entre os novos Jedis: fast, medium e strong.

Já foi dito que os sabres se apagam em contato com a água. Mas isso não é vedade. Reparem no filme Star Wars O Ataque dos Clones, quando Obi-Wan luta contra Jango Fett, no planeta Kamino, está chovendo, mas seu sabre não se apaga